Girl With Curious Hair – David Foster Wallace (em inglês)

Sinopse: Girl with Curious Hair is replete with David Foster Wallace’s remarkable and unsettling reimaginations of reality. From the eerily “real,” almost holographic evocations of historical figures like Lyndon Johnson and overtelevised game-show hosts and late-night comedians to the title story, where terminal punk nihilism meets Young Republicanism, Wallace renders the incredible comprehensible, the bizarre normal, the absurd hilarious, the familiar strange.

Nacionalidade do autor: 
Ano da publicação do texto: 1989

Após “Graça Infinita”, comecei a buscar tudo o que podia ler de David F. Wallace, tamanha havia sido minha fascinação com a escrita e a mente do autor. Li seu brilhante livro de ensaios “Ficando Longe do Fato de Já Estar Meio Que Longe de Tudo” e agora terminei minha terceira leitura, “Girl With Curious Hair”. E que leitura.

Difícil é definir e descrever sucintamente minhas impressões sobre essas 10 histórias, visto que, só pelo fato de serem 10 histórias, já transforma esse desafio em uma tarefa hercúlea. No entanto, não comentarei sobre cada uma delas, o que alivia um pouco o peso do meu trabalho, já prejudicado por essa nem tão breve introdução.

Então vamos lá: o que dizer sobre uma história na qual uma menina e seu irmão autista são abandonados pela mãe ao lado de uma estrada, tendo que observar, por um dia todo, as vacas mastigarem a grama do pasto, na esperança do retorno da progenitora? Um argumento aparentemente simples e maçante, certo? E se você souber que esses irmãos passaram grande parte da infância lendo enciclopédias, de modo que, já em idade adulta, a menina se transforma na principal participante de um programa televisivo de perguntas e respostas, sendo praticamente imbatível? Até aqui, criativo, mas, provavelmente, ainda não genial. Só que eu lhe digo que essa mulher tem uma fraqueza: desde seu abandono, ela desenvolveu uma certa ojeriza por animais, os “pequenos seres sem expressão”. Isso marcará profundamente sua vida, desde suas relações amorosas – evitando outros tipos de animais sem expressão (ou seja, os homens) – até sua derrocada no programa de TV, em uma sequência de perguntas e respostas justamente sobre animais. Tudo bem, agora temos uma trama definitivamente não muito convencional, certo? Como se tudo isso já não bastasse, somos introduzidos a uma pequena dose de ironia, pois nossa protagonista é derrotada justamente pelo… sim, seu irmão autista, aficionado por animais desde os tempos da enciclopédia. E isso tudo é apenas a primeira história do livro, ou melhor, uma parte dela.

A partir daí, nos deparamos com mais inúmeras histórias inusitadas, desde um rapaz formado em engenharia elétrica pelo MIT que não consegue se relacionar com sua namorada e nem consertar o forno elétrico (!!!) de sua tia, até uma super congregação com todos os participantes de todos os comerciais do McDonalds já realizados, que vão se reunir em uma fazenda no meio de Illinois para filmar um comercial do McDonalds “definitivo”. Essas rápidas sinopses não servem em nada para destacar a profundidade dos temas imersos nessas histórias, nem tampouco ressaltar a habilidade narrativa de DFW. No entanto, servem, ao menos, para ilustrar a criatividade sem limites desse autor que, através de seus personagens extremamente únicos, nos brinda com boas histórias e reflexões que permeiam cada página. Após o término de um livro de DFW, a dificuldade é se acostumar novamente com uma certa zona de conforto literário daquilo que lemos dia após dia, já que nos fica a impressão de que tamanha qualidade de escrita não pode ser encontrada em qualquer canto ou em qualquer palavra, ainda que sempre ansiemos por um pouco mais.

Classificação

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s